Venha ficar obcecado por Killing Eve

Killing Eve” é um thriller de espionagem brilhante, sarcástico, elegante e totalmente envolvente baseada nos romances “Codename Villanelle”, do autor Luke Jennings.

Interpretada por Sandra Oh (“Grey’s Anatomy“), Eve Polastri é uma agente do Serviço de Segurança Britânico que fantasia sobre realizar trabalhos importantes enquanto fica atrás de uma mesa lidando com questões burocráticas, contudo a vida de Eve vira de cabeça para baixo ao assumir os casos que a levarão em direção a enigmática assassina Villanelle (Jodie Comer).

LesB Indica | Legacies: uma série ousada, confiante  e divertida

Enquanto investiga os assassinatos, Eve começa a questionar seus valores morais, e no decorrer dos episódios vemos a antiga Eve “morrer”, dando espaço a uma nova Eve. Obcecada pela inteligência e criatividade de Villanelle, a agente Polastri inicia um jogo de perseguição que nos proporciona atuações incríveis de Sandra Oh e Jodie Comer.

De um lado nós temos a investigadora brilhante e do outro temos uma assassina talentosa e sagaz. Apesar de a princípio jogarem as personagens em lados opostos, a série vai muito além da dualidade bem ou mal e constrói uma relação complexa que explora sentimentos de admiração e repulsa entre as duas.

Não é apenas Eve que questiona seus valores morais, o público também passa por isso. Quando começamos a assistir a série, nos pegamos torcendo para que Villanelle se dê bem. Apesar de ser terrivelmente cruel e fria, a personagem de Jodie é divertida e carismática, levando o telespectador a se apaixonar gradativamente pela assassina.

Pro Mundo (Out!) | A jornada de Astrid Jones

O jogo de gato e rato, que é ambientado em cenários europeus deslumbrantes, faz as personagens inverterem os papéis ao longo da temporada. A perseguidora vira a vítima e vice-versa. Nesse jogo de perseguição, Eve e Villanelle vão ficando cada vez mais próximas e obcecadas uma pela outra, o que torna a relação das duas cada vez mais perigosa.

Entrevista com Priscilla Pugliese, da websérie “A Melhor Amiga da Noiva”, fala sobre seus projetos e o que esperar de “The Stripper”

Todos os aspectos de produção de “Killing Eve” são impecáveis, deixando o telespectador encantado, e um tanto quanto obcecado. A Rolling Stones, conseguiu descrever com perfeição o enredo. Segundo a revista a série é “uma história elegante de obsessão e psicopatia, que é calorosamente acolhedora“. A série conseguiu até mesmo unir as concorrentes, fazendo a queridinha Netflix mandar as pessoas irem assistir a série na concorrente Hulu, porque segundo a plataforma “Killing Eve” é OUTRO. NÍVEL. DE PERFEIÇÃO.

Cada um de vocês que está lendo isso agora precisa arrumar um tempo na sua vida para assistir Killing Eve. É uma verdadeira aula de escrita, direção e atuação. Oh meu deus… a atuação! O que Sandra Oh e Jodie Comer fazem nesta série é OUTRO. NÍVEL. DE PERFEIÇÃO. Assistam.

Wayhaught: uma relação doce, leve e ideal

A segunda temporada estreou no último domingo, 7 de abril! Então não percam mais tempo e assistam “Killing Eve“! A série está disponível no Brasil pelo serviço de streaming Globoplay.

Confira o trailer abaixo:

Lua Barros

Lua Barros

Lua Barros é estudante de Produção de Multimídia, bissexual e Belenense. Seus passatempos favoritos são: maratonar séries e aprender idiomas novos enquanto assiste as cenas dos seus casais favoritos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *