LesB Indica | Legacies: uma série ousada, confiante e divertida

Legacies” é um spin-off das séries “The Originals” e “The Vampire Diaries” que traz uma repaginação e uma expansão para o universo mitológico criado anteriormente nas atrações. Ela paira sobre a sombra de suas séries mães. como era de se imaginar, mas Julie Plec fez questão de criar um universo próprio e único.

A série segue a filha do híbrido original Hope Mikaelson (Danielle Rose Russell) na escola Salvatore para jovens dotados, as filhas gêmeas de Alaric Saltzman (Matthew Davis) e Caroline Forbes (Candice Accola) e outros jovens adultos que, apesar de seus piores impulsos, amadurecem nutrindo o desejo de serem a melhor versão de si mesmos.

Pro Mundo (Out!) | A Jornada de Astrid Jones

Em sua primeira temporada “Legacies” deixou claro para o que veio e criou seu caminho, apesar de não seguir a todo momento o potencial que possui. A série aposta no humor e pouco nos momentos sombrios como sua predecessoras costumavam fazer, e comete algumas “gafes” com a memória de alguns personagens que foram importantes para a história de seus protagonistas (Hayley, estou falando de você mesmo).

Resultado de imagem para legacies

Um dos seus acertos, contudo, vem na representatividade LGBTQ+ que a série carrega. Logo no episódio de estreia descobrimos que uma das gêmeas Saltzman, Josie (Kaylee Bryant), tem uma relação complicada com sua ex-namorada Penelope Park (Lulu Antariksa) e, mais adiante, a vemos se interessar por Rafael (Peyton Alex Smith). A escritora da série, Julie Plec, confirmou algumas vezes que as três personagens principais fogem do patrão heteronormativo quando o quesito é relacionamento, sendo Hope e Lizzie (Jenny Boyd) bissexuais e Josie se identificando como pansexual.

Em nenhum momento a sexualidade das personagens é tratada como algo extraordinário. Elas se entendem, as pessoas ao seu redor as entendem e está tudo bem. Para uma série adolescente isso é algo realmente muito importante, pois foge do drama de ter alguém se assumindo e das reações negativas e pula diretamente para a parte onde a vida segue normalmente independente de como a pessoa se identifica ou com quem se relaciona.

LesB Indica | A categoria é: POSE!

Em questão de roteiro e execução a série ainda tem muito o que acertar (a rápida resolução da season finale fala por si só), mas “Legacies” sabe explorar todas as camadas de seus personagem e seus dilemas entre o bem e o mal, que é afinal de contas a premissa da série. Julie não tem medo de mostrar o “lado feio” dos seus personagens, nunca teve, e agora não seria diferente, afinal de contas eles são jovens que estão descobrindo o seu lugar no mundo para além do legado familiar que carregam.

Se você é fã de “The Vampire Diaries” e “The Originals” você deveria estar assistindo esta série, e se você não for, você também deveria estar assistindo. “Legacies” ainda tem que acertar alguns erros, mas tem um potencial enorme para explorar com todas as suas nuances.

Myrella Oliveira

Myrella Oliveira

Myrella Oliveira é a co-criadora do LesB Out!, estudante de Publicidade, designer e sonha mais do que pode realizar. Acumula livros que não tem tempo pra ler e séries que não tem tempo para assistir. Feminista, bissexual e orgulhosa, além de ser esquecida e absurdamente dramática. Enxerga o mundo de um jeito bem singular. Mora no litoral ensolarado do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *