Connect with us

.

Evan Rachel Wood, Tatiana Maslany e Sarah Paulson estão entre os indicados ao Emmy 2018

Published

on

Eis que chegamos naquela época do ano em que começam as premiações de renome para as produções televisivas, com o ponta pé inicial dado pelo Emmy Awards. A edição, que será a 70º, vai ao ar no dia 17 de setembro, na NBC, e terá a dupla do Weekend Update, do “Saturday Night Live”, Colin Jost e Michael Che, como apresentadores.

Hoje foi divulgada a lista dos indicados ao prêmio contando com alguns nomes de artistas LGBTQ+ e personagens que também representam a comunidade. Portanto, confira abaixo a lista das principais categorias:

Melhor Série Drama

“The Americans” (FX)
“The Crown” (Netflix)
“Game Of Thrones” (HBO)
“The Handmaid’s Tale” (HULU)
“Stranger Things” (Netflix)
“This Is Us” (NBC)
“Westworld” (HBO)

Melhor Série Comédia

“Atlanta” (FX)
“Barry” (HBO)
“Black-ish” (ABC)
“Curb Your Enthusiasm” (HBO)
“GLOW” (Netflix)
“The Marvelous Mrs. Maisel” (Amazon)
“Silicon Valley” (HBO)
“Unbreakable Kimmy Schmidt” (Netflix)

Melhor Minissérie

“The Alienist” (TNT)
“The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” (FX)
“Genius: Picasso” (National Geographic)
“Godless” (Netflix)
“Patrick Melrose” (Showtime)

Melhor Atriz em Série Dramática

Claire Foy, “The Crown”
Tatiana Maslany, “Orphan Black”
Elisabeth Moss, “The Handmaid’s Tale”
Sandra Oh, “Killing Eve”
Keri Russell, “The Americans”
Evan Rachel Wood, “Westworld”

Melhor Ator em Série Dramática

Jason Bateman, “Ozark”
Sterling K. Brown, “This is Us”
Ed Harris, “Westworld”
Matthew Rhys, “This is Us”
Jeffrey Wright, “Westworld”

Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme

Jessica Biel, “The Sinner”
Laura Dern, “The Tale”
Michele Dockery, “Godless”
Edie Falco, “Law & Order True Crime: The Menendez Brothers”
Regina King, “Seven Seconds”
Sarah Paulson, “American Horror Story: Cult”

Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme

Antonio Banderas, “Genius: Picasso”
Darren Criss, “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story”
Benedict Cumberbatch, “Patrick Melrose”
Jeff Daniels, “The Looming Tower”
John Legend, “Jesus Christ Superstar: Live in Concert”
Jesse Plemons, “USS Callister: Black Mirror”

Melhor Atriz em Série de Comédia

Pamela Adlon, “Better Things”
Rachel Brosnahan, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Allison Janney, “Mom”
Issa Era, “Insecure”
Tracee Ellis Ross, “Black-ish”
Lily Tomlin, “Grace and Frankie”

Melhor Ator em Série de Comédia

Anthony Anderson, “Black-ish”
Ted Danson, “The Good Place”
Larry David, “Curb Your Enthusiasm”
Donald Glover, “Atlanta”
Bill Hader, “Barry”
William H. Macy, “Shameless”

Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática

Nikolaj Coster-Waldau, “Game Of Thrones”
Peter Dinklage, “Game Of Thrones”
Mandy Patinkin, “Homeland”
David Harbour, “Stranger Things”
Matt Smith, “The Crown”
Joseph Fiennes, “The Handmaid’s Tale”

Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática

Lena Headey, “Game Of Thrones”
Millie Bobby Brown, “Stranger Things”
Vanessa Kirby, “The Crown”
Yvonne Strahovski, “The Handmaid’s Tale”
Alexis Bledel, “The Handmaid’s Tale”
Ann Dowd, “The Handmaid’s Tale”
Thandie Newton, “Westworld”

Melhor Ator Coadjuvante em Série de Comédia

Brian Tyree Henry, “Atlanta”
Henry Winkler, “Barry”
Louie Anderson, “Baskets”
Alec Baldwin, “Saturday Night Live”
Kenan Thompson, “Saturday Night Live”
Tony Shalhoub, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Tituss Burgess, “Unbreakable Kimmy Schmidt”

Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia

Zazie Beetz, “Atlanta”
Laurie Metcalf, “Roseanne”
Aidy Bryant, “Saturday Night Live”
Leslie Jones, “Saturday Night Live”
Kate McKinnon, “Saturday Night Live
Alex Borstein, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Megan Mullally, “Will & Grace”

Melhor Ator Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme

Jeff Daniels, “Godless”
Brandon Victor Dixon, “Jesus Christ Superstar Live In Concert”
Ricky Martin, “The Assassination Of Gianni Versace: American Crime Story”
Edgar Ramírez, “The Assassination Of Gianni Versace: American Crime Story”
Finn Wittrock, “The Assassination Of Gianni Versace: American Crime Story”
Michael Stuhlbarg, “The Looming Tower”
John Leguizamo, “Waco”

Melhor Atriz Coadjuvante em Minissérie ou Telefilme

Adina Porter, “American Horror Story: Cult”
Letitia Wright, “Black Museum (Black Mirror)”
Merritt Wever, “Godless”
Sara Bareilles, “Jesus Christ Superstar Live In Concert”
Penélope Cruz, “The Assassination Of Gianni Versace: American Crime Story”
Judith Light, “The Assassination Of Gianni Versace: American Crime Story”

Melhor Ator Convidado em Drama

F. Murray Abraham, “Homeland”
Cameron Britton, “Mindhunter”
Matthew Goode, “The Crown”
Ron Cephas Jones, “This Is Us”
Gerald McRaney, “This Is Us”
Jimmi Simpson, “Westworld”

Melhor Atriz Convidada em Drama

Diana Rigg, “Game Of Thrones”
Cicely Tyson, “How To Get Away With Murder”
Viola Davis, “Scandal”
Kelly Jenrette, “The Handmaid’s Tale”
Cherry Jones, “The Handmaid’s Tale”
Samira Wiley, “The Handmaid’s Tale”

Melhor Atriz Convidada em Comédia

Wanda Sykes, “Black-ish”
Tina Fey, “Saturday Night Live”
Tiffany Haddish, “Saturday Night Live”
Maya Rudolph, “The Good Place”
Jane Lynch, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Molly Shannon, “Will & Grace”

Melhor Ator Convidado em Comédia

Katt Williams, “Atlanta”
Sterling K. Brown, “Brooklyn Nine-Nine”
Bryan Cranston, “Curb Your Enthusiasm”2
Lin-Manuel Miranda, “Curb Your Enthusiasm”
Donald Glover, “Saturday Night Live”
Bill Hader, “Saturday Night Live”

Melhor Telefilme

“Fahrenheit 451” (HBO)
“Flint” (Lifetime)
“Paterno” (HBO)
“The Tale” (HBO)
“USS Callister (Black Mirror)” (HBO)

Melhor Programa Animado

“Baymax Returns (Big Hero 6: The Series)” (Disney XD)
“Bob’s Burgers” (Fox)
“Rick And Morty” (Adult Swim)
“South Park” (Comedy Central)
“The Simpsons” (Fox)

Continue Reading
Click to comment

.

Crítica | Por Trás da Inocência – longa-metragem com potencial não explorado

Published

on

“Por Trás da Inocência” é um filme de 2021 que conta a história de Mary Morrison (Kristin Davis), uma famosa escritora de suspense, se preparando para embarcar em uma nova obra, a autora decide contratar uma babá para ajudar nos cuidados com as crianças.

LesB Indica | Badhaai Do – uma salada de casamento de fachada, confusão familiar e amor

No entanto, a trama sinistra do livro começa a se misturar com a realidade. Mary seria vítima de uma perigosa intrusa, ou estaria imaginando as ameaças? Conforme o livro da escritora se desenvolve, a vida dos familiares é colocada em risco.

Quando assistimos a candidata a babá Grace (Greer Grammer) entrar pela porta, ela faz uma cara de psicopata à câmera. Clássico. E em uma de suas primeiras frases, a garota comportada até demais afirma: “Eu sou um pouco obsessiva”. E é neste momento que já conseguimos pensar no que vem pela frente.

O que mais incomoda nessa personagem é que ela foi fetichizada desde o início de “Por Trás da Inocência”. Ela parece ser constantemente usada para justificar a “nova” atração de Mary por mulheres, que até então nunca tinha acontecido. É como se Mary tivesse sido privada de todos os seus desejos e somente com a chegada dela tudo emergisse.

Soa familiar para vocês?

LesB Cast | Temporada 2 Episódio 02 – The Wilds e teorias para a segunda temporada

A diretora e roteirista Anna Elizabeth James tem a mão leve para a condução das cenas. Talvez ela tema que suas simbologias não sejam claras o bastante, ou duvide da capacidade de compreensão do espectador. De qualquer modo, ressalta suas intenções ao limite do absurdo: o erotismo entre as duas mulheres se confirma por uma sucessão vertiginosa de fusões, sobreposições, câmeras lentas e imagens deslizando por todos os lados, sem saber onde parar.

A escritora bebe uísque e fuma charutos o dia inteiro (é preciso colocar um objeto fálico na boca, claro), enquanto a funcionária mostra os seios, segura facas de maneira sensual e acidentalmente entra no quarto da patroa sem bater na porta. “Por trás da inocência” se torna um herdeiro direto da estética soft porn da televisão aberta por suas simplicidades e exageros. Ou seja, típico filme feito para agradar homens.

Este é o clássico filme sáfico que poderia ser muito bom, mas foi apenas mediano. Infelizmente, o longa só nos mostra mais uma vez o quanto ainda temos um longo caminho pela frente nessa indústria.

ANNE+: O Filme e o relacionamento de Anne e Sara em uma nova fase

“Por trás da inocência” está disponível para assistir na Netflix.

Continue Reading

.

LesB Cast | Temporada 2 Episódio 02 – The Wilds e teorias para a segunda temporada

Published

on

Fala LesBiCats, o LesB Cast está de volta com um novo episódio. Desta vez, vamos conversar sobre a série do Prime Video “The Wilds”, que retorna dia 6 de maio, o desenvolvimento das personagens ao longo da primeira temporada e PRINCIPALMENTE, o que esperamos do segundo ano da produção. Estão preparadas para nossas teorias?

Nesta edição contamos com a presença da nossa apresentadora Grasielly Sousa, nossa editora-chefe Karolen Passos, nossa diretora de arte Bruna Fentanes e nossa colaboradora França Louise. E aí, vamos conversar sobre “The Wilds”?

Se você gostar do nosso podcast, quiser fazer uma pergunta ou sugerir uma pauta, envie-nos uma DM em nossas redes sociais ou um e-mail para podcast@lesbout.com.br 😉

Créditos:

Lembrando que nosso podcast pode ser escutado nas principais plataformas como: Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e Google Podcasts.

Espero que gostem. Até a próxima!

Continue Reading

.

LesB Saúde | A descoberta tardia da sexualidade

Published

on

Com a evolução de se ter a cultura sáfica (sáfica aqui carrega o sentido de mulheres que se relacionam com outras mulheres) sendo representada em produções artísticas e na mídia como livros, filmes e séries, se observarmos bem, nesses espaços o tema, na maioria das vezes, vem sendo abordado com a descoberta da sexualidade durante a adolescência. E sim, é importante ter essas produções voltadas para a identificação do público juvenil, entretanto, também se faz importante discutir sobre as possibilidades dessa descoberta em outras fases da vida, esse texto tem a intenção de refletir sobre isso.

Diante das outras possibilidades da descoberta, podemos usar como exemplo o recente casal Gabilana (Gabriela e Ilana) que vem sendo bastante falado; as personagens são interpretadas por Natália Lage e Mariana Lima na novela “Um Lugar ao Sol”, da Rede Globo. Casal esse que conseguiu ficar junto na trama só depois de 20 anos após se conhecerem, depois dos desencontros da vida. Durante o desenvolvimento da história das duas podemos perceber como elas lidaram com a heterossexualidade compulsória, o medo do julgamento e de se permitirem vivenciar quem são de verdade.

Pro Mundo (Out!) | Um pouco sobre Ilana Prates de “Um Lugar ao Sol”

Devemos considerar também que, para além de toda a invisibilidade percebida na mídia, o nosso dia a dia também faz parte desse processo de reconhecimento. Estamos atentas para conhecermos e conversarmos com mulheres que vivem essa realidade depois de certa idade, sendo esta uma idade que a sociedade julga como “errada” para descobrir a sua sexualidade. Portanto, o que essas mulheres sentem depois que percebem que estão nessa situação?

A experiência de mulheres que passam por essa descoberta “tardia” não envolve só a descoberta em si, mas devemos olhar também para outras complexidades que vêm com isso, como o sentimento de invalidação da sua sexualidade, além do possível sofrimento causado depois de anos experienciando o que as impedem de viver plenamente o que sentem.

Review | Heartstopper – Primeira Temporada

A representação da mídia traz aqui um papel importante, já que provavelmente mulheres dessas vivências passam pelo questionamento “não existem pessoas como eu?” e indagações semelhantes. A sensação de reconhecimento, além da troca com outras mulheres que passam pelo mesmo, pode importar e fazer a diferença na vida de quem é atravessada por essas questões.

Continue Reading

Bombando

%d blogueiros gostam disto: