LesB Indica | Hannah Gadsby: Nanette – um especial de comédia onde rir pode se tornar opcional

“Hannah Gadsby: Nanette” a comediante apresenta esse especial ao melhor estilo stand-up. Ela revisita momentos de sua vida para projetar e fazer as pessoas rirem desses acontecimentos, ao mesmo tempo em que espera que possamos refletir sobre as situações ali apresentadas.

LesB Indica | Minas do Hóquei – série retrata empoderamento feminino com excelência

Hannah, uma comediante no alto dos seus 40 anos, usa da sua formação em História da Arte para fazer críticas (com humor) sobre assuntos como machismo, identidade de gênero e homofobia.

O nome do show, Nanette”, é algo completamente aleatório. É o nome de uma mulher que ela conheceu e que prometeu que a faria rir. Hannah nunca conseguiu e isso a marcou.

Ela relaciona sua vivência como mulher e homossexual, morando no pequeno estado da Tasmânia, que está mais para uma ilha isolada, no finzinho do mundo, como a própria artista diz, mostra toda sua caminhada enquanto comediante e como ela utilizou isso para mascarar sua sexualidade, além de usar, no seu humor autodepreciativo quando jovem, a homofobia internalizada como forma de autopreservação.

As 16 participantes LGBTQIA+ que já passaram pelo Big Brother Brasil

Dado momento do show, Hannah chega a dizer que não fará mais comédia e começa a listar as mais diversas razões para isso e uma delas era, justamente, parar de fazer o humor autodepreciativo, porque isso já não fazia mais sentido na sua vida.

Mais à frente, em “Hannah Gadsby: Nanette”, vemos que não começamos mais a rir das “piadas” ou das situações, e sim começamos a refletir sobre elas e se deveríamos realmente ter rido de algumas situações parecidas nas nossas vidas. Ela faz com que todos sigam para um lugar de reflexão.

É um show tocante, comovente e extremamente honesto em diversos pontos, e é uma comédia. A comédia da própria Hannah sem se diminuir para isso, apenas mostrando os fatos que construíram a personalidade da mulher que ela se tornou.

Anteriormente em DC’s Legends of Tomorrow… – resumão da quinta temporada

“Hannah Gadsby: Nanette” rendeu a comediante um prêmio Peabody e um Emmy em 2019 e teve 100% de aprovação no Rotten Tomattoes.

O show é um original Netflix.

França Louise

França, 25 anos, fã incondicional de Grey’s Anatomy. Mora em SP mas ama viajar. Viciada em livros de fantasia e romances policiais, espera um dia poder ter tempo de colocar a suas leituras e séries em dia.

Deixe uma resposta