Review | Marvel’s Runaways – Segunda Temporada

Contém spoilers

Preciso começar sinalizando que “Marvel’s Runaways” é uma das melhores séries desse universo televisivo que a Marvel criou, junto à “Cloak And Dagger“, mas que sofrem por não estarem em um canal tão hype como algumas outras.  A Hulu aproveitou do grande sucesso da temporada de estreia e melhorou consideravelmente o orçamento da segunda, que contou com melhores efeitos visuais (que beneficiaram muito Karolina (Virginia Gardner) e Alfazema) e um roteiro mais bem amarrado. Os adolescentes estão finalmente na estrada, fugindo dos seus pais assassinos e descobrindo como viver em harmonia entre si, com seus poderes e seus problemas pessoais.

Josh Schwartz e Stephanie Savage conseguiram honrar ainda mais as HQs de Brian K. Vaughan e Adrian Alphona, trazendo mais fidelidade há alguns elementos, como as habilidades do cajado de Niko (Lyrica Okano) e a introdução de personagens como Topher (Jan Luis Castellanos) e Xavin (Clarissa Thibeaux), mas vamos chegar lá.

Review | Marvel’s Runaways – Primeira Temporada

Os fugitivos tiveram de enfrentar muitos desafios nesta temporada que iam dos seus pais, a Pride, Jonah (Julian McMahon), o grande vilão da temporada e seus dilemas. Umas das melhores coisas foi que, além de conseguirem desenrolar os problemas com Jonah e a Pride, os roteiristas também conseguiram dar a cada um deles problemas individuais. Alex (Rhenzy Feliz) saiu em uma jornada por justiça, Gert (Ariela Barer) teve sérios problemas com sua ansiedade, Molly (Alegra Acosta) se vê tendo de criar maturidade mais rápido do que uma criança normal, Chase (Gregg Sulkin) lidando com a vida longe dos luxos que estava acostumado e toda a maturidade que vem junto a isso, Niko e Karolina entrando ainda mais de cabeça no seu relacionamento e ainda tendo de descobrir todas as camadas uma da outra, na verdade isso aconteceu com todos

Na review da primeira temporada me recordo de ter comentado que precisávamos conhecer melhor as camadas dos personagens e nesta temporada isso nos foi apresentado e com louvor. Todos eles tiveram suas próprias descobertas e isso poderia ser complicado, pois estamos lidando com seis protagonistas, mas em momento algum as coisas ficaram confusas ou perdidas, alguns detalhes ficaram em aberto até porque a terceira temporada vem aí e precisa haver história para contar.

Batwoman: quem é Kate Kane e o que esperar da série do Arrowverse

Falando agora das novidades: Jonah finalmente fez jus ao posto de vilão da temporada, com ameaças reais e finalmente causando estragos e trouxe Xavin para a vida de Karolina. Nas HQs, Xavin é um skrull e como um ele possui a capacidade de mudar de forma e então, ao vir para a Terra para ficar com Karolina, Xavin se transforma em uma mulher para agradar a sua prometida. Ela, é uma personagem complexa e, além de ser uma incrível adição para a série é um ótimo exemplo da veracidade com as histórias das HQs.

Resultado de imagem para marvel's runaways season 2

Falando em Niko e Karolina, elas passaram por uns bons bocados. Primeiramente Niko precisou assumir a responsabilidade de líder do grupo, seu problema com seus pais, a sua conexão com o cajado que está bem modificado nesta temporada e deu a ela novas habilidades. Além de tudo isso, ela descobre a conexão de Jonah (o pai da sua namorada) com a morte da sua irmã e isso abala um pouco o relacionamento das duas. Enquanto isso, Karolina está tentando se descobrir e seu pai biológico é a pessoa que está lá para contar tudo a ela sobre sua origem e seus poderes, o que acaba criando um vínculo inevitável entre eles.

Review | The Bold Type – Terceira Temporada

Claro que, como sempre, os problemas aparecem e alguns dos protagonistas se encontram em caminhos bem diferentes e perigosos no final da temporada, deixando aquele gancho que acaba com a nossa ansiedade até o retorno da série, que por sinal volta no dia 13 de dezembro.

Se você veio parar aqui por acidente e ainda não assistiu “Marvel’s Runaways” não perca mais tempo pois essa série vale muito a pena. E ainda terá um crossover com “Cloak And Dagger“!

Myrella Oliveira

Myrella Oliveira

Myrella Oliveira é a co-criadora do LesB Out!, estudante de Publicidade, designer e sonha mais do que pode realizar. Acumula livros que não tem tempo pra ler e séries que não tem tempo para assistir. Feminista, bissexual e orgulhosa, além de ser esquecida e absurdamente dramática. Enxerga o mundo de um jeito bem singular. Mora no litoral ensolarado do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *