Exclusivo | Entrevista com Natasha Negovanlis sobre Carmilla, CLAIREvoyant, representatividade e muito mais

Natasha Negovanlis é uma atriz, cantora e escritora canadense que se tornou mundialmente famosa após estrelar, ao lado de Elise Bauman, uma websérie chamada “Carmilla”, história baseada no conto de ficção do escritor Joseph Sheridan Le Fanu de 1872. A produção gerou um filme, um livro com lançamento previsto para 2019 e rumores que apontam uma possível série em horário nobre.

Mas o currículo de Negovanlis continua a crescer. Além de participações em outras webséries e no recente filme “Freelancers Anonymous”, ela ainda se aventurou por trás das câmeras, e junto com a atriz Annie Briggs co-criou e co-escreveu “CLAIREvoyant”.

A Myrella Oliveira teve a oportunidade de fazer algumas perguntas à Natasha, em nome do LesB Out!, para saber mais sobre os projetos e planos para o futuro. Você confere a entrevista abaixo.

Myrella Oliveira: Seu mais recente trabalho no Kinda TV foi a websérie “CLAIREvoyant”, na qual você atuou, co-criou, co-produziu e co-escreveu ao lado de Annie Briggs. Como foi essa experiência para você, de trabalhar diante e por trás das câmeras?

Natasha Negovanlis: Trabalhar em “CLAIREvoyant” com uma das minhas melhores amigas, Annie Briggs, foi um sonho! Como atriz, existem muitos aspectos da minha carreira que estão fora do meu controle, então foi um presente poder escrever e criar personagens femininas do jeito que eu queria, e poder proporcionar uma representatividade positiva e realista para os telespectadores queer. Eu também sou uma pessoa que nunca está satisfeita em fazer somente uma coisa. Eu gosto de me esforçar constantemente, então eu amo poder desafiar e explorar diferentes partes da minha mente e habilidades. Eu sou mais feliz quando estou usando minha criatividade ao máximo então essa experiência foi realmente especial para mim.

MO: Claire é uma personagem infinitamente diferente de Carmilla, até aposto que Carmilla tiraria sarro dela, mas você diria que Claire “herdou”, por assim dizer, algum traço da sua personalidade? Você se vê em algumas das situações em que ela se meteu?

NN: Eu tento encontrar coisas que eu possa me identificar em todos os personagens que faço, e tento inserir aspectos próprios em cada um. Apesar do fato de serem pessoas bem diferentes, eu tenho muito em comum com Carmilla, e tenho muito em comum com Claire. Mulheres são criaturas complexas e eu certamente não sou alguém unidimensional. Eu devo dizer no entanto, mesmo sendo embaraçoso, que Carmilla é muito melhor em ser sexy com outras mulheres do que eu. Claire definitivamente herdou suas habilidades de flerte comigo. (Risos)

MO: “Carmilla” foi uma série que teve um grande sucesso ao redor do mundo e é muito importante para muitos dos seus telespectadores. Quando você começou essa série, imaginou que seria esse enorme sucesso e que afetaria sua carreira dessa maneira? Como você se sente sobre isso?

NN: Eu acho que eu e minha co-protagonista (Elise Bauman) tivemos uma ideia de que esse projeto seria especial, mas certamente superou nossos sonhos mais loucos. Algo sobre “Carmilla” parecia especial, e eu tinha uma ideia de que seria bom para a minha carreira, mas eu não acho que ninguém imaginava que seria um sucesso global! Eu me sinto muito sortuda.

MO: Os fãs de “Carmilla” são muito apaixonados e você já participou de alguns eventos com eles. Como é o seu relacionamento com os seus fãs? Como é ter tantas pessoas que te admiram pelo seu trabalho?

NN: Meu relacionamento com meus fãs é incrível! Eu sou muito grata por estar na posição de liderança que estou. Os fãs geralmente me dizem que meu trabalho salvou suas vidas, mas, honestamente, eu acho que eles salvaram a minha. É realmente incrível poder criar uma mudança social positiva através da minha arte, e sentir que estou vivendo para um propósito além de alimentar o meu ego.

MO: Além de ser atriz, escritora e cantora, você também é muito admirada pelo seu trabalho nas redes sociais e por estar sempre engajada e lutando pela comunidade LGBTQ+. O que você acha sobre o estado atual da representatividade queer na mídia?

NN: Eu acho que a representatividade da comunidade queer na mídia está melhorando, mas nós ainda temos muito trabalho a fazer e a luta está longe de acabar. Espero que comecemos a ver mais diversidade com personagens queer e que mais filmes e séries normalizem as narrativas LGBTQ+.

MO: O que você pode nos dizer sobre a sua personagem Gayle, em um dos seus mais recentes trabalhos, “Freelancers Anonymous”?

NN: Gayle é uma atriz esforçada, e uma nerd de teatro musical, que é realmente peculiar e engraçada. Ela é super  teatral então me diverti muito a interpretando!

Natasha Negovanlis no filme Freelancers Anonymous

MO: “Freelancers Anonymous” é um filme independente com algumas mulheres incríveis em seu elenco e equipe. Para você, qual foi a melhor parte de trabalhar neste filme com essa equipe?

NN: Trabalhar em “Freelancers Anonymous” foi uma das minhas melhores experiências em set. Teve muita improvisação, e risadas, e parecia um acampamento de verão! Eu me senti honrada em poder trabalhar ao lado de tantas mulheres talentosas. Especialmente nossa diretora, Sonia Sebastian, que foi realmente generosa com seus atores.

MO: O que o futuro espera para Natasha Negovanlis? Você pode nos contar um pouco sobre seus planos e projetos futuros? Você pensa em vir ao Brasil um dia?

NN: Essa é a primeira vez em dois anos que eu não sei o que o futuro imediato me reserva, o que pode ser assustador mas também emocionante! Quero focar em atuar e espero continuar interpretando personagens femininas bem escritas. Eu também espero continuar criando minhas próprias histórias, e suspeito que ainda haverão muitas viagens no meu futuro. Se eu tiver a chance, adoraria visitar o Brasil. Eu sei que tenho uma base de fãs brasileira apaixonada e adoraria ter a chance de conhecer todos vocês!


Você pode conferir todos os episódios de “Carmilla” e “CLAIREvoyant” no canal do youtube Kinda TV, além de outros trabalhos da atriz. O filme “Freelancers Anonymous” ainda não tem previsão de chegada ao Brasil.

Foto destaque de Aaron Chartrand
Myrella Oliveira

Myrella Oliveira

Myrella Oliveira é a co-criadora do LesB Out!, estudante de Publicidade, designer e sonha mais do que pode realizar. Acumula livros que não tem tempo pra ler e séries que não tem tempo pra ver. Feminista, lésbica e orgulhosa, além de ser esquecida e absurdamente dramática. Enxerga o mundo de um jeito bem singular. Mora no litoral ensolarado do Rio de Janeiro.

4 comentários em “Exclusivo | Entrevista com Natasha Negovanlis sobre Carmilla, CLAIREvoyant, representatividade e muito mais

  • 26 de julho de 2018 em 12:38
    Permalink

    Eu não fazia a menor ideia de que existia um site tão “minha cara” na minha própria língua, no meu próprio país! É como se eu tivesse acabo de encontrar um espaço “mais familiar” que cobre todos os meus interesses sobre o mundo lésbico, séries sobre representatividade e etc. É como incluir as brasileiras dentro na narrativa internacional da repercussão do 20gayteen.
    Obrigada por existirem ❤

    Resposta
  • 10 de agosto de 2018 em 18:42
    Permalink

    Rainhaaaa! <3 Amo essa mulher! Obrigada pela entrevista!

    Resposta
  • Pingback:Cinco momentos importantes na trajetória de Carmilla Karnstein - LesB Out!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *