Comic-Con@Home 2020 | Confira 5 painéis que discutem a representação LGBTQIA+ em quadrinhos, televisão e cinema

Neste domingo (26) aconteceu o encerramento de mais uma edição da San Diego Comic-Con, que em 2020 veio bem diferente dos anos anteriores. Devido a pandemia da Covid-19, eles trouxeram uma versão completamente online, com todos os painéis sendo disponibilizados no canal do YouTube do evento, de forma gratuita. Com isso, o acesso ficou bem mais democrático, sem necessidade de viajar para San Diego e encarar longas filas.

Comic-Con@Home 2020 | Motherland: Fort Salem – novidades sobre a segunda temporada

O público LGBTQIA+ também foi agraciado. Além de painéis de séries e filmes populares, como Motherland: Fort Salem e Wynonna Earp, alguns outros também trouxeram discussões sobre a representação de personagens queer no meio do entretenimento.

Aproveitando este ano atípico do evento, resolvemos separar alguns painéis de destaque da Comi-Con@Home que trouxeram criadores e atores LGBTQIA+ para discutir a inclusão no meio da TV, quadrinhos e cinema. Algumas das conversas incluem nomes bem conhecidos como Tatiana Maslany (“Orphan Black”), Jamie Clayton (“Sense8”) e Noelle Stevenson (“She-Ra e as Princesas do Poder”).

Comic-Con@Home 2020 | Os Novos Mutantes revela data de estreia e detalhes do relacionamento entre Wolfsbane e Mirage

LGBTQ Characters on Television – What’s Next?

Os atores Jamie Chung (“Once Upon A Time”), Jamie Clayton (“Roswell: New Mexico”), Wilson Cruz (“Star Trek: Discovery”), Tatiana Maslany (“Perry Mason”), Anthony Rapp (“Star Trek: Discovery”), J. August Richards (“Council of Dads”), Harry Shum Jr. (“Shadowhunters”) e Brian Michael Smith (“9-1-1: Lone Star”) conversam sobre o passado, presente e futuro da representação de personagens LGBTQIA+ na televisão. Mediação de Jim Halterman, da TV Guide Magazine. 

Comic-Con@Home 2020 | Quarta temporada de Wynonna Earp será mais sexy e mais violenta

Shudder: ‘Horror is Queer’

Com base no documentário “Shudder”, que aborda a história dos filmes de terror queer, o painel discute a importância do gênero cinematográfico para a comunidade LGBTQIA+. A conversa conta com a participação do diretor do documentário Sam Wineman, Nay Bever (co-host do podcast “Attack of the Queerwolf”), Bryan Fuller (criador de “Hannibal”), Don Mancini (criador da franquia “Brinquedo Assassino”) e Lachlan Watson (“O Mundo Sombrio de Sabrina”).

LesB Indica | LGBT Sem Terra: o amor faz revolução – curta-metragem retrata a vida de pessoas LGBTQIA+ no MST

Diversity and Comics: Why Inclusion and Visibility Matter

O crescimento de rostos mais diversos nas páginas de quadrinhos populares e em longas-metragens vem provando ser essencial para refletir o mundo em que vivemos. A inclusão de pessoas negras, pessoas com deficiência e a comunidade LGBTQIA+ não apenas reflete melhor a cultura de hoje, como também se mostrou boa para os resultados finais. O painel reúne pessoas que vem desafiando esses constantes problemas e levam a conversa adiante, e conta com a participação de John Jennings (professor de media e estudos culturais duas vezes vencedor do Eisner Award Winner), Frederick Aldama (professor de artes e humanidades vencedor do Eisner Award), Christina Steenz Stewart (cartunista e vencedora do Dwayne McDuffie Award), Chelsea ‘Ché’ Grayson (diretora executiva), David Walker (escritor de quadrinhos e indicado ao Eisner Award) e Stanford Carpenter (antropólogo especializado em quadrinho e cultura POP presidente do Black & Brown Comix Arts Festival).

Resenha | Menina Feita de Estrelas – uma reflexão sobre amizade, família e o poder da verdade

Out In Comics 33: Virtually Yours

Como o mundo dos quadrinhos se tornou uma parte célebre da cultura POP, “Out In Comics” vem discutir com criadores de conteúdo LGBTQIA+ o que seus personagens e criações significam para a diversidade em histórias em quadrinhos, filmes e televisão. O painel conta com a presença de Christian Cooper (co-criador e escritor da série “Darkhold” e “Star Trek: Starfleet Academy” e criador do quadrinho online “Queer Nation”), Hazel Newlevant (cartunista e criadora de “If This Be Sin”, “Sugar Town” e “No Ivy League”), Noelle Stevenson (showrunner de “She-Ra e as Princesas do Poder”, autora de “The Fire Never Goes Out: A Memoir in Pictures”, “Nimona” e “Lumberjanes”, vencedora do Eisner and GLAAD Media Award), Tim Sheridan (escritor da WB Animation e Netflix, “DC Super Hero Girls”, “Justice League Action”, “Scooby-Doo!”, “Teen Titans Go!”, “Reign Of the Superman”, “The Death e Return of Superman” e Netflix’s “Masters of the Universe: Revelation”).

Pro Mundo (Out!) | O legado de Santana Lopez para a comunidade LGBTQIA+

LGBTQ Comics and Popular Media for Young People

Quadrinhos e desenhos animados estão cada vez mais crescendo em relação a representação de personagens LGBTQIA+, principalmente em histórias com foco na audiência infantil. Para discutir a importância disso e como abordar conteúdo LGBTQIA+ em produções voltadas para crianças e adolescentes, o painel conta com a moderação de Cort Lane (“Marvel Rising”, “Ultimate Spider-Man”) e os convidados Gina Gagliano (diretora de publicação da Random House Graphic), Trung Le Nguyen aka Trungles (“The Magic Fish”, “Twisted Romance”), Alex Sanchez (“You Brought Me The Ocean”), Noelle Stevenson (“She-Ra and e as Princesas do Poder”), Mariko Tamaki (“Laura Dean Keeps Breaking Up With Me”, “Harley Quinn: Breaking Glass”), Brittney Williams (“Goldie Vance”, “DC Super Hero Girls”) e Michael Vogel (“My Little Pony: Friendship is Magic”, “Young Justice”).

Grasielly Sousa

Grasielly Sousa

Jornalista nascida no Rio de Janeiro e atualmente morando em Fortaleza. Cresci assistindo filmes da Sessão da Tarde, Dragon Ball e Xena: A Princesa Guerreira. Constantemente falando coisas aleatórias sobre cinema, séries e tv e música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *