5 Personagens LGBTQ+ em Séries de Super-Heróis

Por Roberta Valentim

Os assim chamados Super-Heróis sempre foram um dos principais pilares da cultura pop/geek. Com um público cativo, as obras baseadas nesses personagens enchem salas de cinemas e trazem audiência para canais de TV. Mas nem tudo são flores, mesmo com um universo incrivelmente vasto, talvez por causa da resistência do público mais conservador, personagens LGBTQ+ ainda são raros em obras desse nicho. Felizmente, as coisas tem mudado e nos últimos anos estamos tendo a chance de ver um pouquinho mais de representatividade nas telinhas, sendo assim, citamos aqui 5 personagens femininas lésbicas ou bissexuais que dedicam um pouquinho do tempo a tentar salvar o mundo 😉

Runaways é uma série melhor do que você poderia imaginar

Sara Lance (Caity Lotz) – “DC’s Legends of Tomorrow”

Legends se tornou famosa em dar um lar para personagens mal aproveitados nas outras series do Arrowverse, e talvez o melhor exemplo disso seja Sara Lance. A personagem teve a ssexualidade revelada ainda “Arrow”, quando descobrimos sobre o romance complicado com Nyssa al Ghul (Katrina Law), mas que, exceto por isso, parecia servir apenas para alimentar os dramas entre Oliver Queen (Stephen Amell) e a irmã Laurel (Katie Cassidy), e por fim sendo o fator crucial que levou a última a se tornar a Canário Negro. Mas foi em Legends que Sara ganhou uma infinidade de novas camadas de personalidade quando teve espaço para brilhar como Capitã da Waverider e mesmo em meio ao caos das anomalias temporais, tivemos a oportunidade de vê-la se interessar por mulheres e homens, inclusive iniciando um relacionamento mais sério com Ava Sharpe (Jes Macallan). #Avalance

Alex Danvers (Chyler Leigh) – “Supergirl”

Ouso dizer que Alex Danvers sempre foi o coração de “Supergirl”, muito pela forma incrível que Leigh faz a personagem, mas a verdade é que nada nos preparava para o que estava por vir. A jornada de descoberta de Alex, que se aceitou lésbica ao perceber que estava apaixonada pela Detetive Maggie Sawyer (Floriana Lima) foi de longe um dos melhores momentos da série, e Chyler teve a performance aclamada por toda a crítica. Desde então vimos Alex se apaixonar, ter que se assumir para a família e amigos, se decepcionar, explorar a sexualidade e ter cada vez mais certeza daquilo que a faz feliz sem, é claro, deixar de chutar muitas bundas por aí.

Review | Vida – Primeiras Impressões

Anissa Pierce (Nafessa Williams) – “Black Lightning”

Se tem uma coisa que é mais forte que os poderes de Anissa, é a personalidade. Inteligente, bem resolvida e sempre muito vocal sobre os problemas da vizinhança, a filha mais velha de Jefferson Pierce a.k.a. Raio Negro (Cress Williams), descobre os poderes logo no início da série e, sob o nome de Thunder, não pensa duas vezes antes de começar a usa-los para trazer justiça e proteger o povo de Freeland. A sexualidade é confirmada logo no segundo episódio e durante a primeira temporada vemos ela sair de um relacionamento e se interessar por Grace Choi (Chantal Thuy).

Karolina Dean (Virginia Gardner) – “Runaways”

Quando foi anunciada a adaptação de “Runaways” para TV, um dos primeiros tópicos que deixaram os fãs apreensivos, era se a produção da Hulu, seguiria os quadrinhos e faria Karol Dean uma personagem LGBTQ+. Por favor, gente, o poder da menina é literalmente virar um arco-íris, NÃO TINHA COMO FUGIR! Enfim, a série não só manteve, como fez isso muito bem, mesmo com uma temporada curta, “Runaways” nos permitiu ver Karol se aceitar, receber apoio dos amigos e entender os sentimentos pela até então amiga Nico Minoru (Lyrica Okano). E gostaria de dizer que já estou ansiosa para ver o desenvolvimento deste possível romance na próxima temporada.

Humans: relembre as duas primeiras temporadas

Jeri Hogarth ( Carrie-Anne Moss) – “Marvel’s Jessica Jones / Demolidor / Punho de Ferro / Defensores”

Definitivamente o nome menos heroico desta lista, Jeri tem cadeira cativa nas séries da Marvel/Netflix e foi a primeira personagem lésbica a dar as caras no universo de live-action da Marvel. De caráter duvidoso, a personagem de Moss é uma poderosa advogada que é apresentada durante a primeira temporada de “Jessica Jones” ao contratar a investigadora para conseguir informações sobre a ex-esposa. Desde então, Jeri se manteve envolvida nas perigosas tramas e fez participações em “Demolidor”, “Punho de Ferro” e “Os Defensores”, sendo conectada a vários personagens e storylines destas series.

BÔNUS: Kate Kane / Batwoman (Arrowverse)

Há alguns dias a CW anunciou a participação da Batwoman no próximo e já tradicional crossover entre as series de super-heróis do canal. Judia, ex-militar e 100% dedicada a luta contra o crime, Kate é uma das poucas personagens LGBTQ+ a ter uma série de quadrinhos solo entre as grandes editoras, fazendo com que a introdução dela no universo de “Arrow” venha com uma mistura de hype e apreensão. Só espero que quando os episódios forem ao ar no final do ano, Kate possa ser considerada uma ótima adição a esta lista.

Deadpool 2: roteiristas negam especulações e revelam quem é Yukio


*Roberta, 28 aninhos de pura série teen, filme de super heróis e música pop. Publicitária de formação, designer de profissão e entendida de cultura POP por paixão. Habitante do país Minas Gerais, mas que sonha em conhecer o mundo todo.

Deixe uma resposta