Resenha | Cartas para Luísa – uma narrativa dramática do amor entre duas garotas

Ficha Técnica
Livro: Cartas para Luísa
Autor: Maria Freitas
Editora: Se Liga Editorial
Número de Páginas: 220
Ano de Lançamento: 2020


“Cartas para Luísa” é o terceiro volume da série “Amor entre garotas”, financiamento coletivo que ocorreu no ano passado com o intuito de publicar três romances protagonizados por garotas que amam garotas, sejam elas, lésbicas, bi ou pan.

Resenha | Amélia Sem Filtro – um romance sobre primeiro amor, autodescoberta e transformações

No livro de Maria Freitas, acompanhamos a vida de Rafaela, uma garota bissexual, assexual e emo. A história é dividida em duas linhas temporais: o ano de 2009, com várias referências a Cultura POP da época, como lançamentos de músicas e até mesmo a polêmica entre Taylor Swift e Kanye West; e dez anos no futuro, com a personagem principal com diversas indagações e questionamentos sobre as verdadeiras razões dela não ter mais contato com sua melhor amiga, Luísa, por quem era apaixonada na escola.

“O pior era que eu realmente acreditava que salvaria você. Garotas estúpidas fazem coisas estúpidas.”

A história se desenvolve no momento em que Rafaela, através de cartas, relembra suas ações de adolescente, quando decide colocar cartas anônimas na parede da escola endereçada para a garota mais linda.  Como ninguém sabe que é ela que está postando estas cartas, seus colegas e amigos começam os murmúrios para descobrir quem está recebendo declarações públicas e quem é o/a remetente. Sendo assim, suas atitudes influenciam diretamente na sua vida e relações, seja do passado ou do futuro.

LesB Indica | Teenage Cocktail – uma reflexão sobre adolescência e sociedade

Um ponto a destacar do livro são os sentimentos conflitantes da personagem principal, ela não consegue entender como pode estar apaixonada por sua amiga, ao mesmo tempo estar namorando um garoto e não querer ter contato sexual com nenhum dos dois. As confusões mentais de Rafaela estão sempre presentes na obra de Maria Freitas, e é angustiante perceber a dificuldade que a garota tem em se achar e se entender como assexual, tornando ainda mais complicado explicar para os outros o como ela se sente.

“Meu sentimento sempre foi algo estranho e diferente de tudo o que eu conhecia nos livros, nos relatos e nos
filmes. Não conhecia ninguém, em nenhuma história, real ou não, que sentisse algo da forma como eu sentia.”

Rafaela é uma garota que não se compreende completamente e por causa disso, se fecha e se retrai no seu casulo, sem nem mesmo perceber o que está perdendo. Enquanto isso, do outro lado, temos a personagem de Luísa, uma garota negra, que sofre racismo e na época da adolescência precisa enfrentar obstáculos muito maiores que deveria na sua idade e se vê perdida sem sua melhor amiga que, cada dia que passava, se afastava mais.

LesB Indica | The Boys – uma crítica a sociedade capitalista e preconceituosa

“Cartas para Luísa” é sobre sentimentos e como lidamos com essas cargas emocionais nas nossas vidas. É sobre pensar em como nossas ações do passado vão influenciar no futuro, seja em relações de amizade, amor e principalmente família. O livro é curto, porém carregado de intensidade. Não é a verdadeira comédia romântica, apesar de possuir passagens divertidas, mas sim uma narrativa dramática de amor entre duas garotas perdidas em seus próprios sentimentos.

Bruna Fentanes

Bruna Fentanes

Baiana, designer e estudante de jornalismo. Acredita que vive em seu próprio conto de fadas e se divide entre suas duas obsessões: livros de romance e séries teen.

Deixe uma resposta