Pro Mundo (Out) | Alice Kwan – um exemplo de altruísmo

“The Fosters” terminou em 2018, porém sua história está longe de acabar. No início do ano de 2019, o spin-off, “Good Trouble”, estreou na Freeform para acalmar os corações dos verdadeiros amantes da família Adams-Foster. As filhas do casal Stef Foster (Teri Polo) e Lena Adams (Sherri Saum) estão agora crescidas e independentes, e assim, Callie (Maia Mitchell) e Mariana (Cierra Ramirez) vão explorar os cantos de Los Angeles e buscar novas aventuras.

Não muito diferente da sua série originária, a produção deste ano se preocupa em não perder sua essência ao tratar de temas importantes, e principalmente quando o assunto é representatividade LGBTQ+. Por isso, vamos falar um pouco de Alice Kwan (Sherry Cola), uma personagem lésbica e feminista regular de “Good Trouble”.

Review | Supergirl – 5×03

A primeira aparição de Alice já começa nos primeiros minutos da série, carregando diversos papéis higiênicos de forma atrapalhada. O que acontece é que Mariana e Callie vão morar na república que Kwan é responsável pelo seu gerenciamento. Ela é uma pessoa humilde, engraçada, confiável e extremamente altruísta, de forma que possa até mesmo prejudicá-la.

Na primeira temporada, entendemos um pouco da trajetória da personagem. Por alguns anos, ela teve um namoro sério com Sumi (Kara Wang), em que o relacionamento foi por água abaixo quando a mesma a traiu e a largou para ficar com sua atual namorada e posteriormente, noiva, Meera Mattei (Briana Venskus). Apesar das duas terem terminado, continuaram amigas e Alice, a todo momento, apresenta ações que indicam ainda estar apaixonada pela ex.

A relação de amizade nutrida pelas duas, entretanto, é toxica e não faz nada bem a Kwan, principalmente quando Sumi finge não enxergar os sentimentos de Alice e a pede para planejar seu casamento com Meera. Como não sabe dizer “não”, Alice prontamente aceita e se mantém a disposição para não ferir os sentimentos da personagem de Wang, quando é evidente que ela só a usa pelo dinheiro, atenção, carinho e vontades próprias.

LesB Indica | Light as a Feather – a morte, a amizade e a sobrevivência

Na tentativa de superar sua ex, Alice começa a se envolver com Joey Riverton (Daisy Eagan), porém a relação das duas não avança muito devido ao erro de Kwan em esconder seu possível relacionamento aos seu pais. A verdade é que ela nunca saiu do armário para eles, por medo de decepcioná-los ou ofendê-los de alguma forma, por serem pessoas tão rigorosas e tradicionais.

Depois de se sentir mal pela atitude da personagem, Joey diz que não se sentiria bem em um relacionamento escondido e afirma que Alice nunca se sentiria completa e se aceitaria completamente se não fosse verdadeira com seus pais. Devido a isto, ela decide se assumir para seus pais e eles são totalmente compreensivos afirmando que já sabiam desde sempre e só estavam esperando o momento que ela se sentiria confortável para se abrir com eles.

Após este evento, ela se sente mais confiante com si mesma, ao perceber que tem a “aprovação” de seus pais e assim, diz a Sumi coisas que não tinha coragem para dizer antes, como o seu desconforto em planejar seu casamento. Porém, em algum episódio, Sumi a beija em um aniversário e admite ainda ter sentimentos por ela, cancelando seu casamento e pedindo para reatar. Alice, portanto, afirma não partilhar dos mesmos sentimentos românticos e elas concordam em continuar apenas amigas. (O que na minha opinião não tem nada a ver, já que a relação entre as duas é completamente desnecessária e abusiva).

Review | Batwoman – 1×03

A trajetória que a personagem percorre na primeira temporada é extremamente importante e recorrente em muitas mulheres lésbicas. O medo de se assumir para família e perder o amor de seus pais, ou até mesmo o relacionamento entre Alice e Sumi revela que muitas vezes as pessoas continuam em certas relações pela falta de confiança em si mesmo, em se abrir mais, em ter novas experiências. O crescimento de Sherry na série foi muito importante e esperamos que nas temporadas seguintes ela possa crescer ainda mais.

Bruna Fentanes

Bruna Fentanes

Bruna Fentanes, estudante de jornalismo e um pouco designer. Bahiana e nordestina com muito orgulho. Amante dos livros de amor, mas sempre vai adorar os dramas que a vida lhe dá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *