LesB Indica | Brooklyn Nine-Nine representa um mundo mais justo

Se você esteve na internet nos últimos meses provavelmente ouviu falar da série “Brooklyn Nine-Nine”. Cancelada pelo canal Fox em sua quinta temporada, a produção contou com o clamor dos fãs para que fosse salva, e assim o fez a emissora NBC em menos de 3 dias. Contudo, mesmo que o cancelamento e o salvamento tenham sido o efeito colateral da divulgação, se você conhece a série só pelo nome, aqui estão algumas coisas que precisa saber sobre ela.

The Fosters: lições que aprendermos com a família americana

Brooklyn Nine-Nine” é protagonizada pelo esquadrão da 99ª delegacia de polícia do Brooklyn, composta pelos detetives Jake Peralta (Andy Samberg), Amy Santiago (Melissa Fumero), Rosa Diaz (Stephanie Beatriz) e Charles Boyle (Joe Lo Truglio), o sargento Terry Jeffords (Terry Crews) e o mais novo capitão da delegacia, Raymond Holt (Andre Braugher), cuja chegada causa uma comoção no esquadrão logo no começo já que Jake, o mais imaturo dos detetives, terá que mudar suas ações para alcançar as expectativas exigentes do novo capitão.

(Photo by Frederick M. Brown/Getty Images)

Um dos maiores atrativos de “Brooklyn Nine-Nine” é a forma leve e sem esforço com a qual eles tratam a representatividade. A sexualidade do capitão Holt (que se assumiu gay nos anos 1970) nunca se torna o centro da piada, mas é tratada como uma característica do personagem assim como qualquer outra. Sua história também não cai nos clichês, ela gira em torno das narrativas das quais ele tem controle.

Durante a passagem da série, que também explora a representatividade racial, vemos uma personagem latina e bissexual (interpretada por uma atriz também latina e bissexual) dar nome à sua sexualidade na TV, sem recair em clichês.

Pro Mundo (Out!) | Thunder – exemplo de representatividade

No Brasil, “Brooklyn Nine-Nine” vai ao ar no canal TBS e suas quatro primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix. A sexta temporada chega ao canal americano NBC em 2019 e durante o primeiro painel da série na San Diego Comic Con, eles garantiram que o próximo ano não será o último.

Giulia Santana

Giulia Santana

Giulia Santana é estudante de jornalismo. Passa metade do tempo escrevendo e a outra stalkeando atrizes no Instagram. Ela mora em Vitória da Conquista, na Bahia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *