LesB Indica | Black Lightning é mais do que só uma série de heróis

Black Lightning” é a mais nova série de super-heróis da emissora americana CW com direitos de exibição adquiridos pela Netflix. A série segue o herói aposentado Jefferson Pierce (Cress Williams) que pendurou o traje há 9 anos após perder seu casamento por conta de sua vida dupla. Ele então se torna um respeitável membro da sociedade de Freeland e divide seu tempo entre cuidar da escola da qual é diretor, cuidar de suas filhas, tentar reconquistar sua ex-esposa, mas acaba se vendo tendo de voltar a ativa como Black Lightning.

5 web séries nacionais que você precisa conferir

Talvez o gênero super-herói esteja já um pouco massacrado com tantos filmes e séries que podem não agradar tanto mais quanto antigamente, mas “Black Lightning” vem como um sopro de ar fresco em meio a tudo isso. É uma ótima série que tem muito a oferecer até mesmo àqueles que não são fãs de super-heróis.

Black Lightning” se passa em um universo separado daquele já conhecido da emissora que traz “Arrow”, “The Flash”, “Supergirl” e “Legends of Tomorrow”, mas isso não impede de ter alguns easter-eggs e referências aos heróis neste mundo paralelo como citações a Mulher de Aço, a heroína Vixen e o uso frequente do termo meta-humanos para tratar as pessoas com poderes especiais.

Esta não é uma série de origem do herói protagonista, mas conta os descobrimentos dos poderes das filhas de Jefferson e a transformação de Anissa Pierce (Nafessa Williams) em Thunder, uma mulher negra e lésbica que é tão adorada no mundo ficcional quanto na realidade.

Evento | Resenha Purgatory Pocket – com Kat Barrell e Dominique Provost-Chalkley

A série se passa na periferia e não tem medo de falar sobre racismo, desigualdade e a corrupção que assola o departamento de policia de Freeland. Além disso, mesmo que a série carregue o nome do super heróis vivido por Cress, a relação da família é algo que toma o protagonismo da história muita das vezes.

Black Lightning” é um drama maduro em que sua narrativa contempla não somente um, mas três super-heróis negros e pode até mesmo ensinar algumas lições para as séries do Arrowverse.

Myrella Oliveira

Myrella Oliveira

Myrella Oliveira é a co-criadora do LesB Out!, estudante de Publicidade, designer e sonha mais do que pode realizar. Acumula livros que não tem tempo pra ler e séries que não tem tempo pra ver. Feminista, lésbica e orgulhosa, além de ser esquecida e absurdamente dramática. Enxerga o mundo de um jeito bem singular. Mora no litoral ensolarado do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *