Cinco séries para maratonar durante o Carnaval

Esta semana temos a chegada do Carnaval em nossas vidas e como sabemos que muita gente gosta de curtir esta época em casa de forma bem confortável, listaremos aqui cinco séries para assistir durante esta folga.

Começamos com “Everything Sucks!” uma série da Netflix que se passa em 1996 e por isso é completamente imersa no universo dos anos 1990. Com fotografia e enredo envolventes para quem assiste, a história acontece a maior parte do tempo em uma escola de ensino médio, onde conflitos adolescentes são criados diariamente. Entre eles, a descoberta da homossexualidade de Kate Messner (Peyton Kennedy), uma menina criada pelo pai, que segue certa linha de comportamento considerado o padrão e que não foge muito “das regras” que lhe são impostas tanto pela escola como pelo responsável. Além dela, desvendamos também um pouco sobre a vida de Emaline (Sydney Sweeney), uma veterana um tanto quanto rebelde que se descobre aos poucos uma pessoa completamente diferente do que ela imaginava. A série conta somente com uma temporada, apesar do cancelamento vale a pena assistir pois é uma história leve e ao mesmo tempo apaixonante.

Cinco blocos LGBTQ+ para curtir no Carnaval

A próxima é “Carmilla”; baseada no livro de mesmo nome, a websérie se passa em uma faculdade fictícia na Áustria onde Laura Hollis (Elise Bauman), uma estudante de jornalismo, começa gravar vídeos sobre seu dia a dia, narrando acontecimentos estranhos na Universidade de Silas. Tudo começa com o misterioso sumiço de sua colega de quarto que saiu para uma aparente festa sem deixar nenhuma pista. Logo que começa a sua investigação, a estudante de jornalismo recebe uma nova companhia para dividir o quarto: Carmilla Karnstein (Natasha Negovanlis). Laura logo desconfia dela e não perde tempo para começar uma nova investigação, agora sobre a menina misteriosa com hábitos noturnos com quem ela compartilha o mesmo ambiente. Esta investigação vai tão a fundo que as estudantes começam a se envolver até demais. A série está disponível no youtube com legenda em português e consiste em quatro temporadas.

Outra produção que vale a pena conferir é “Faking It” que traz a vida dos adolescentes no ensino médio, mais especificamente de duas melhores amigas tentando se encaixar e se destacar em meio a todas aquelas pessoas. Karma (Katie Stevens) tem o grande desejo de se tornar popular e descobre exatamente como fazer isso, o único problema é que ela leva Amy (Rita Volk) junto. A ideia a princípio são as amigas fingirem estar apaixonadas uma pela outra para se tornarem o casal lésbico de referência da escola, o que, obviamente, atrairia muita atenção, só que algo que não foi muito bem calculado acontece: Amy se apaixona perdidamente pela melhor amiga e de repente o que era apenas uma brincadeira começa a afetar seriamente a vida das duas e das pessoas ao redor delas. A série é uma comédia romântica que consiste em três temporadas elaboradas pela MTV.

Cinco contos de autoras nacionais para ler no Carnaval

“Wynonna Earp” é a quarta dica para o Carnaval do sofá. Esta série tem uma trama bastante curiosa: Wynonna (Melanie Scrofano) herdou a maldição da família Earp de ser a única que consegue usar e controlar a peacemaker, a única arma capaz de livrar a cidade de Purgatório de todos os demônios que a habitam. Com a missão mais importante que já teve na vida, ela se junta com sua irmã mais nova Waverly Earp (Dominique Provost-Chalkley) e com a policial mais inteligente da cidade Nicole Haught (Kat Barrell) para mandar de volta para o inferno tudo que puder. No meio de toda essa confusão Waverly se apaixona por Nicole deixando a guerra toda um pouco mais interessante e sútil. A série nos traz um dos casais mais queridinhos da atualidade: Wayhaught, que mistura a leveza de um amor sendo descoberto aos poucos com a força de uma dupla mulheres buscando pela paz na cidade.

E a última dica para o carnaval é a série da CW “DC’s Legends of Tomorrow” que traz em sua trama uma equipe de super-heróis viajantes no tempo. A linha temporal só se mantém segura e estável graças as Lendas que a todo tempo precisam resolver falhas, algumas que eles mesmos causaram, para que o universo não seja destruído. Reconhecida atualmente como a série mais divertida do Arrowverse, a produção traz para os espectadores histórias engraçadas e misteriosas ao mesmo tempo, e sempre com um pouquinho de drama ao fundo. É preciso destacar também a importância de representatividade LGBTQ+ que carrega. Como capitã da Waverider temos atualmente Sara Lance (Caity Lotz), a Canário Branco. Uma super-heroína abertamente bissexual e sem o menor receio de expressar sua sexualidade em suas viagens no tempo. Atualmente a série traz ao lado de Sara, Ava Sharpe (Jes Macallan), uma personagem sem super poderes, mas com habilidades e forças inigualáveis. Juntas elas formam o casal Avalance, outro queridinho do público.

Monica Gabrielly

Monica Gabrielly

Monica Gabrielly é estudante de Pedagogia. Amante das séries de TV e não perde um episódio de Legends Of Tomorrow. Ela vive na Cidade Maravilhosa, Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *